domingo, 31 de agosto de 2014

Tantas Vezes

Tantas Vezes

O horizonte é teu único limite
Onde a tanta beleza e cores
Não faz castelos de areia
Toda partida é chegada.

Os afetos em avessos
São sempre os mais certos
Nossas rugas são de sorrisos
Fantasias para a vida.

Lembra jardins esquecidos
Em desertos indefinidos
Tantas vezes em volta
Das nuvens da saudade.

VanyCampos
13/08/2014