quarta-feira, 3 de setembro de 2014

EFLÚVIOS

Foto: EFLÚVIOS 
 
Solto minhas emoções
na alma de meus versos
que pelos versos cantam
a essência da graça que procuro
 
Todo esse eflúvio por ondas passa
no éter de áureas correntezas
as avencas jogadas pelo chão
são o tédio de minhas quimeras
 
Cristais diluídos em clarões
entre desejos ânsias e alentos
fundas abertas escorrendo em rios
nas cascatas essencial para
a tua sede.
 
VANY CAMPOS
13/08/2008

Solto minhas emoções
na alma de meus versos
que pelos versos cantam
a essência da graça que procuro

Todo esse eflúvio por ondas passa
no éter de áureas correntezas
as avencas jogadas pelo chão
são o tédio de minhas quimeras

Cristais diluídos em clarões
entre desejos ânsias e alentos
fundas abertas escorrendo em rios
nas cascatas essencial para
a tua sede.

VANY CAMPOS
13/08/2008