terça-feira, 16 de setembro de 2014

Luzes da Ribalta


Somos como um tempo desfolhado
Num horizonte proibido
Quero meu paraíso devolvido
Sonhos idos onde nunca estive

Quero ver o mar amanhecendo
E as garças nas águas deleitando
Quero caminhos a minha frente
Entre outrora remanentes

Tento o sonho, talvez ousado
Onde rondam arcos de música
Pálpebras de antigos sonhos
Adormecidas nas luzes da ribalta

Vany Campos
15/09/2014

[Fotografia do filme de Charles Chaplin -(Limelight)]