segunda-feira, 22 de setembro de 2014

LEMBRANÇAS

Hei de guardar minhas lembranças
Seladas dentro do coração
São tantas não cabem inteiras
Na palma inteira da mão.

Quisera o brilho desta longa noite
Nas asas da grande saudade
Ouvir liras anjos sinos
Músicas de toda a eternidade.

Aqui fico em pleno luar
Espiando o namoro das estrelas
Feito dama moça faceira
Em flerte com as noites vermelhas.

Vany Campos
2009